Notícias

Opor-se ao casamento entre homossexuais não é discriminação’, diz Líder de igreja da Austrália.


15/08/2012 - Diego Machado - www.overbo.com.br

O líder da Igreja Presbiteriana da Austrália disse que os cristãos não estão sendo discriminatórios por querer preservar a definição tradicional do casamento quando o país se prepara para sugerir a legalização do casamento homossexual.

“Estamos continuamente nos dizendo que a legalização do casamento homossexual iria acabar com a discriminação percebida contra casais do mesmo sexo que não estão atualmente em condições de se casar por causa da lei”, disse o reverendo David Jones, conforme relatado pela Sun Herald .

“Mas, pelo menos do ponto de vista da igreja, a oposição à legalização não tem nada a ver com discriminação”, continuou ele. “Pura e simplesmente, os cristãos se opõem ao casamento gay porque a Bíblia, a palavra do Deus que criou o casamento masculino e feminino e também criou, de forma clara e distintamente diz que o casamento é entre um homem e uma mulher — o que significa que não entre dois homens ou duas mulheres.”

Tanto o australiano Christian Lobby e o Conselho de igrejas NSW, um órgão representativo de seitas evangélicas cristãs, se opuseram aos planos dos legisladores para empurrar para a redefinição do casamento.

A Premier Lara Giddings disse, no entanto, que está se movendo junto no país um projeto de lei para pressionar a legalização do casamento homossexual, começando com Tasmânia.

“Não há nada que eu recebi na minha assessoria jurídica que impeça o governo do Estado de perseguir este assunto e legalizar o casamento aqui na Tasmânia”, disse Giddings.

(Traduzido e adaptado de The Christian Post)

Outras Notícias: